segunda-feira, 22 de Julho de 2013

pessoas assim-assim

os dias podem começar muito mal, mas só terminam mal se nós deixarmos. não é se nós quisermos, é mesmo se nós deixarmos.
ao longo da vida fui aprendendo a reconhecer o perfil das pessoas tóxicas e a eliminá-las da minha vida. não tenho paciência para sanguessugas das boas energias e do bom astral e tenho zero tolerância para a turma do bota abaixo, gente que anda sempre de muito mal com a vida e com os outros.
é que, vendo bem as coisas, as pessoas tóxicas, as que gostam de controlar a nossa vida e boicotar o alcance das nossas metas, as que se satisfazem com pouco e se regem pela lei do menor esforço, as que se queixam por tudo e por nada, que nos fazem sentir culpados só porque sim, as quem lidam mal com aquilo que alcançamos ou que fazem de tudo para nos mandar abaixo, as que não dão o braço a torcer e as que passam a vida a fazer jogos emocionais para ganharem a compaixão dos outros, não são o tipo de pessoas que quero ter na minha vida.
e se há coisa que a idade me trouxe (e há tanta coisa boa que a idade nos traz) é esta certeza de saber exactamente o que não quero ser, o que não quero fazer e quem não quero ter na minha vida.
é que os dias podem começar mesmo muito mal. mas só terminam mal se nós deixarmos. não é se nós quisermos, é mesmo se nós deixarmos.