domingo, 1 de fevereiro de 2015

mês dois

Janeiro foi um mês doce. E sou-lhe grata por tanto. Acima de tudo pela esperança, pela luz que me trouxe, por não ter desistido de mim e por me ajudar a fazer as pazes com o primeiro mês do ano. 
O mantra de Fevereiro é o de tantos dias da nossa vida: 
 - tudo o que procuramos está à nossa procura. E no tempo certo, chega.
Não faz mal quando temos de aprender com as quedas e com as janelas que se fecham. Continuar a acreditar que aquilo que procuramos são as portas, as que nos levam de volta a casa e ao sonho que vive em nós. Hoje somos gratos por todas as janelas que se fecharam, porque nos ensinaram que ninguém entra nos sonhos que tem pelas janelas. E porque, de verdade, nos tornaram incomparavelmente mais fortes. E muito mais unidos.